Como enganar milhares Sem ter lugares - Mar/02

Voltar

Escrevo esta carta no dia 2 de novembro de 2001 (dia de finados)

Carta de um consumidor traído e enganado(como muitos).

Adquiri as assinaturas das Revistas QUEM e ÉPOCA com direito a uma passagem aérea TRANSBRASIL IDA e VOLTA para qualquer lugar do meu BRASis VARONis do qual paguei 4X de R$ 99,00 via débito em conta que nunca falhou e ainda o computador do banco enviava mensagens informando que dias a frente iria retirar estes DINHEIRos.

Meu voucher (que chegou atrasado pelo correios) tem o número 86.882.689-0, com data de emissão em 20/06/2001, um extenso regulamento e a observação em letras negritadas 
"Importante: o prazo final para utilização da passagem (ida e volta) é 20/12/2001".

Se não utilizada perderá a validade. Que uso? Que validade?
"Vale 10% de desconto na segunda passagem para embarque no mesmo vôo".

Como? Se não consigo nem marcar a data de embarque de direito.
"Após a reserva do vôo, você tem 48 horas para a troca do voucher pela passagem".

No decorrer da promoção não consegui marcar a data de embarque pelos números: 0800 15 1151 ou (0xx11) 3362-2000 e a loja TRANSBRASIL de Manaus fechou as portas.
"Não haverá restituição do valor pago pela assinatura, após o envio do voucher".

Não querem me devolver o dinheiro, me propuseram o envio de um "R E L Ó G I O" em troca do valor pago.

POR TELEFONE
"Em 10 dias estaremos ligando para você com a resposta definitiva".

Tentei mais de 12 vezes no período marcar a maldita passagem e sempre ouvi desculpas, estou até hoje esperando uma ligação com as explicações.
"Estamos contratando uma outra CIA AÉREA para honrar o compromisso"

Tentaram mais não resolveram com a TAM
"Para voar na TAM você terá que pagar mais R$ 98,00".

Mesmo se tivesse pagado não tinham vagas nos destinos que eu queria.
"A TAM cancelou o contrato conosco".

Quem quer pegar este rabo de foguete
"Se você quiser pode voar entre 20/02/2002 a 20/06/2002"

Depois de transformar férias em Stress durante 5 meses como confiar em quem já pisou na bola tantas vezes? E como programar férias sem saber o dia do embarque?
Marcos Ricardo de Souza Cruz - Um brasileiro que confiava em grandes empresas

Marcos Ricardo de Souza Cruz
Manaus/AM

 

 

Mande o seu diário também, clicando na cartinha ao 
lado, e conte para outros internautas como foi a sua viagem