Aviso aos prováveis turistas da Ilha Grande - Ago/02

Voltar

CUIDADO FALTA DE RESPEITO A CIDADANIA - PRECONCEITO A VISTA - CARNAVAL 2002

Preparativos para uma viagem que parecia ser inesquecível, reserva do camping, reserva de passagem de ônibus, atenção para não perder a saída das barcas. Puxa quase esqueci meu tênis, não poderia esquecê-lo já que tem muitas trilhas para serem percorridas, para chegar nas praias maravilhosas vistas nos sites de viagem da Internet. Pronto cheguei! Merecidas férias já que estou de férias do trabalho e faculdade.

Surpresa!!! 

Possíveis guardiões da ilha, separavam as pessoas, as mais "distintas", de um lado, os mais jovens, pelo visual,mulheres de um lado, homens do outro, separadas para um tremendo constrangimento. Observar as malas, tudo bem, segurança é importante. Mas não foi só isso. Fui gentilmente forçada a tirar toda a minha roupa, isso mesmo, ficar nua na frente de "uma policial", não sei se era, não deu nem para verificar devido ao meu espanto. 

E tem mais, pediram com uma cordialidade contagiante que me abaixasse, para verificar se não carregava drogas. Que incrível começo de viagem!

Isto está certo? Parece que estava indo visitar alguém que estava preso na ilha. O presídio já não foi desativado?

Se tivesse dado condições para desconfiarem, pelo cheiro, pelos olhos ou por atitudes, tudo bem, mas não foi o que aconteceu.Não seria mais sensato policiar a ilha? Os turistas não passam dias na ilha de graça, deixam dinheiro nos estabelecimentos e com os impostos daria para pagar certamente "seguranças".

Acho justo a preocupação com a possibilidade da chegada de drogas na ilha, que é um aspecto negativo para o turismo local, mas não dessa forma horrorosa. Não indico essa viagem para ninguém, você que está lendo esse depoimento gostaria de programar uma viagem e passar esse constrangimento? Certamente que não.

Procure outros lugares, onde você turista será respeitado, independente de idade, aparência.O Brasil é muito grande e muito lindo, deixe esse recanto esquecido, até que os responsáveis aprendam a respeitar mais os seus visitantes.

Este texto foi escrito por minha filha de 19 anos, que estuda turismo, e por minha conta resolvi distribuí-lo, tamanha a minha indignação.

Nilza Teran da Costa Leite

Este e-mail gerou reações de outros leitores, inclusive das partes atingidas:

Prezados Senhores,

Com surpresa li em seu site, na coluna "Diário de Bordo", relato de supostos "constrangimentos" passados pela filha da Sra. NILZA TERAN DA COSTA LEITE e gostaria de esclarecer a este excelente órgão informativo, e peço que o façam também a seus leitores, que o relatado foi , motivado não sei porque, INVENÇÃO da referida senhora ou sua filha. Essa conclusão deve-se aos seguintes fatos:

1- Após tomar conhecimento da publicação, em 21/08, um de nossos diretores, Sr. Reinaldo Moine, enviou mail à citada senhora solicitando detalhes dos fatos para devida apuração, e ainda se "desculpando", em nome do Município, pelo ocorrido, acreditando que tal fato realmente tivesse ocorrido.

2- Até hoje não obteve RESPOSTA. ( não poderia obter detalhes de algo que, hoje temos certeza, não ocorreu )

3- A revista não notou como demorou a denúncia da suposta ocorrência dos fatos e sua denúncia? Do carnaval de 2002 a agosto de 2002 PASSARAM-SE ( SEIS ) MESES !!!!! ?????

4- Como uma jovem é obrigada a se despir e ficar em posições constrangedoras em frente de alguém que ela diz "não saber nem se era policial" !!!???? Esse tipo de policiamento é feito por policiais militares, fardados, com identidade militar VISÍVEL e treinados para atender com educação nossos turistas.

5- Enquanto as seguintes questões não forem respondidas o relato desta senhora, em nome de sua filha, É FALSO.
5.1-Quais nomes dos policiais que a revistaram?
5.2-Que dia ocorreu o fato?
5.3-Em que lugar da ILHA GRANDE ?
5.4-Por que só após 6 ( seis ) meses foi feita a denúncia e de maneira inconsistente ?

6- Finalizando informamos que Angra dos Reis, incluindo a Ilha Grande, precisa de turistas e está de braços abertos para recebê-los e tratá-los com dignidade e respeito que são merecedores. Isso a cidade, seu comércio e policias sempre o faz. Mas queremos receber turistas e não traficantes. Qualquer elemento suspeito, como acontece em qualquer lugar do mundo, poderá ser interceptado, ( COM RESPEITO e GARANTIDAS suas condição e seus direitos de CIDADÃO ), para averiguação, independente de sexo, raça, religião ou condição social. Se houver falha, arbitrariedade ou excesso, é só fazer a denúncia a Sec. Municipal de Desenvolvimento Econômico e Turismo, ou ao Comando da 2ª Cia. Independente de Polícia Militar que tomarão imediatamente as providências cabíveis e os responsáveis, tenham certeza, serão punidos.

Agradecemos se dessem divulgação deste nosso esclarecimento, para que não fique denegrida, injustamente, a imagem de nossa cidade.

Atenciosamente,

ASSOCIAÇÃO DO CORREDOR TURÍSTICO DA PONTA LESTE
Paulo Roberto de Castro Lopes - Presidente
ANGRA DOS REIS - RJ
Telefax: ( 0XX ) - 24 3361-3313
Telefones: ( 0XX ) 24 3361-8125 / 3361-3313


Fico triste com o comentário de uma menina estudante de turismo falar mal da Ilha Grande. Sou guia de turismo Nacional e Regional em Santa Catarina ,Blumenau.

Estive a pouco tempo na ilha e fui muito bem tratada por todos desde a barca como no posto de informações turísticas é um lugar de pessoas humildes mias muito inteligentes e sabem tratar bem o turista,a comida é cara mas devido a dificuldade de levar do continente para a ilha. os passeios são maravilhosos o cuidado com a natureza não vem só dos donos de pousadas mas sim de qualquer morador e nos ajudam a chegar nos lugares dando-nos informações corretas...esta menina talvez chegou em um dia que estivessem fazendo uma blitz ...que acho super interessante .

Conheço muitos lugares lindos em nosso pais ...mas a ilha é maravilhosa e eu recomendo para todos que buscam a beleza da natureza, pessoas simples e acolhedoras e também novos amigos estrangeiros que tive a oportunidade de conhecer na ilha...que como eu eles adoraram o local.

Sonia Regina Becker

 

 

Mande o seu diário também, clicando na cartinha ao 
lado, e conte para outros internautas como foi a sua viagem