Compare Produtos, Lojas e Preços
Dicas de Viagem

Buenos Aires - ARG - Jan/01

Voltar

 
Buenos Aires é uma das cidades mais fascinantes e ricas em contrastes do mundo. Uma cidade que tem a sedução do tango, bairros encantadores e centros comerciais muito atraentes.Repleta de suntuosos palácios e modernos edifícios.

A cidade construída pelos argentinos portenhos está localizada na margem ocidental do Rio da Prata, junto à embocadura do Riachuelo. O rio faz parte da alma do portenho e os processos de revitalização do Puerto Madero e do Riachuelo são prova disso. Boa parte dessas margens é ocupada por grandes parques, que convidam para longos e agradáveis passeios.

Buenos Aires é uma megalópolis com cerca de 12 milhões de habitantes, é uma cidade charmosa, plana e bem organizada. Sua arquitetura lembra Paris e Madrid, onde o antigo e o moderno se misturam. Na parte central estão localizados os bairros mais típicos, como San Telmo, La Boca, Recoleta e Palermo, museus, livrarias, parques, o Teatro Colon, bares, restaurantes, as famosas confeitarias com sua arquitetura art nouveau. As pessoas vestem-se com elegancia europeia.A vida noturna, a noite "portenã", é animada, as danceterias, lotadas às 3h da madrugada, fecham às 7 horas. É uma das maiores cidades do mundo e consegue resumir de alguma forma a variada e heterogenêa essência do agentino.

Cidade com moderna estrutura e dinâmica atividade, soube conservar suas velhas tradições e lugares mais íntimos. Nos sentimos fascinados pelo seu ambiente, a diferente personalidade de cada um de seus bairros, e suas enormes possibilidades culturais e comerciais.

A língua falada na Argentina é o espanhol. Em Buenos Aires você vai também ouvir falar de uma gíria chamada lunfardo, criada pela marginalidade, imigrantes e pelos moradores da região portuária e utilizada em diversos tangos.

Ir a Buenos Aires e não conhecer uma casa de tango é como ir a Paris e não visitar seus cafés.

O tango é a música, dança e ritmo mais representativo de Buenos Aires. Surgido no final do século passado, contribuiu para o surgimento de algumas das maiores legendas da cultura portenha, como Carlos Gardel, por exemplo. É quase uma heresia visitar Buenos Aires e não conhecer uma de suas inúmeras Casas de Tango.

Em Buenos Aires você poderá visitar uma Milonga, um salão em que se dança o tango a qualquer dia em horas variadas. Em diversos desses lugares há aulas (clases) de tango em diversos horários. Muitos desses lugares oferecem também a possibilidade de se fazer refeições.



Compare Produtos, Lojas e Preços





 



Uma das melhores maneiras de conhecer Buenos Aires é a pé. Comece pela Plaza de Mayo. Foi nesta praça que foi feita a fundação de Buenos Aires, em 1580. No meio da praça está a Pirâmide de Mayo, construída em homenagem à formação do primeiro governo nacional em 25 de maio de 1810. É nesta praça, também, que todas as quintas-feiras se reúnem as Mães de Maio num protesto silencioso contra o desaparecimento de seus filhos. Aqui estão concentradas muitas das construções importantes de Buenos Aires: O Cabildo, a Catedral Metropolitana e a Casa Rosada. 

O Cabildo foi a sede do primeiro governo colonial e data de 1751. Hoje é um museu histórico. A Catedral Metropolitana foi construída no início do século XVII em estilo neoclássico. Abriga os restos mortais do libertador General San Martin. A Casa Rosada, uma das mais belas construções de Buenos Aires, é a sede da Presidência da República.

O horário em Buenos Aires corresponde ao de Brasília. Nos meses de verão, os portenhos adotam horário de verão, que tem datas de início e fim variáveis. 

O horário do expediente portenho é normalmente das 9h às 20h e aos sábados de 8h30 às 13h. Os shoppings funcionam de 10h até 22h, inclusive aos sábados e domingos.

Os bancos funcionam das 10h às 15h.

Os portenhos costumam jantar tarde, entre 21h e 22h. Não saem antes de 23h, os lugares animam-se na madrugada, principalmente nos circuitos freqüentados por jovens e turistas, e as festas muitas vezes terminam somente pela manhã.

Comprar é uma atividade gratificante em Buenos Aires e existem diversas formas para este exercício. A cidade dispõe de ótimas áreas de comércio, shoppings fascinantes e dezenas de Feiras de artesanatos e antiguidades.

Com mais de 70 milhões de cabeças de gado alimentado pelo pasto natural dos pampas, a Argentina tem a melhor carne do mundo. Na maioria dos restaurantes que servem parrilladas, as carnes são colocadas sobre pequenos fornos a carvão na mesa dos clientes. Isto mantém as carnes sempre na temperatura ideal. Claro que além das carnes há também deliciosos pratos à base de frutos do mar. Todas estas delícias gastronômicas podem (e devem ...) ser acompanhadas pelo bom vinho argentino.

Abaixo algumas dicas de passeios :

Bairro da Recoleta - Lembra uma parte de Paris, por causa de seu jeito europeu. Na fundação de Buenos Aires, os padres franciscanos construiram aí um convento. Bairro elegante, tem inúmeros cafés, mesas com guarda-sóis na calçada, antiquários e muito agito. 

La Boca - Primeiro bairro dos italianos, imigrantes genoveses que preferiram ficar perto do porto. Casas coloridas, o Estádio da Bombonera (sede do Boca Juniors) . Suaprincipal atração é o Caminito, que inspirou o tango que imortalizou Carlos Gardel.

San Telmo - antigo bairro boemio. Aos domingos,é famosasua feira de antiguidades, com muito tango nas ruas. 
 
Avenida Corrientes - Grande atividade noturna, combares abertos a noite inteira. 

Calle Florida - maior centro comercial, com lojas de roupas, livrarias e confeitarias. 

Teatro Colón - Prédio em estilo néo-clássico de 1908, de acústica excepcional, tem capacidade para 3.200 pessoas. A temporada artística vai de abril a novembro. 
Puerto Madero - conjunto de antigos armazéns no Rio da Prata,transformados em lojas, escritórios e num grande centro de gastronomia, com cerca de 1km. de restaurantes. 

Bosques de Palermo - é o maior da cidade, com belissimos monumentos e cerca de 300 hectares de área verde. Nos parques pode-se observar os " Passeadores de cachorros", que chegam a levar cerca de 12 cachorros por vez.

Mais Fotos
- Foto 1 - Foto 2 - Foto 3

Reportagem : Marcelo Russo

Voltar