Compare Produtos, Lojas e Preços
Dicas de Viagem

Califórnia - EUA  -  Abr/03

Voltar
 
No mais populoso e rico dos estados americanos, nenhuma cidade é comum na Califórnia, onde se é possível se bronzear numa praia pela manhã e terminar esquiando num pico nevado; trabalhar num arranha-céu, mas assistir ao por do sol num píer à beira-mar.

Libertária, inovadora e consumista, a Califórnia produziu uma imagem de sucesso e prosperidade que surgiu nas minas de ouro do século 19, passou pelas praias de Malibu e foi imortalizada por Hollywood. Seus habitantes se orgulham também de lançar modismos, que logo viram padrões no resto do mundo como os supermercados, cartões de crédito, computadores pessoais, seriados de TV, etc.

San Diego

A cidade de San Diego, fica bem no sul do estado, quase na fronteira com o México, a pouco mais de uma hora de carro de Los Angeles.

Ela é uma das cidades mais antigas da Califórnia. Até 1870, foi desenvolvida em torno do presídio, o forte militar dos espanhóis, na área agora chamada de Old Town San Diego State Historic Park. A parte antiga foi preservada. Dá para conhecer a primeira escola pública do Estado e visitar as casas comerciais da época.

Dá para percorrer todo a região a pé. Faça a maior parte do passeio durante o dia, mas não deixe de ver a velha cidade à noite, com seus lampiões acessos, tem uma atmosfera indescritível.

Tire a tarde inteirinha para ver todos os pavilhões do Museu de Arte Contemporânea. Vale a pena!

Veja o Sea World, construído nos mesmos moldes dos outros parques marinhos que exibem animais. As baleias orca fazem espetáculo à parte.

Há também o fantástico zoológico de San Diego. Graças a um conceito inovador de climatização de ambientes, os bicho vivem tão felizes com sua imitação de habitat que dão verdadeiros espetáculos espontâneos, não treinados. Em vez de grades, simples paredes de vidro separam os animais das pessoas, tal qual gigantescos aquários habitados por hipopótamos, pandas e gorilas.



Compare Produtos, Lojas e Preços





 



A primeira cidade a ser colonizada e a terceira maior em população da Califórnia, San Diego não é tão conhecida como suas vizinhas Los Angeles e São Francisco, mas oferece lugares atraentes como os bairros mexicanos de Old Town e Gaslamp Quarter e a existência de diversos museus, 15 só em Balboa Park.

Los Angeles

Los Angeles é o oposto de uma cidade modesta: é uma estrela que adora ser notícia. O cinema, a TV e a música produzidos aqui são vistos, ouvidos e apreciados no mundo inteiro. A cidade é cosmopolita no verdadeiro sentido da palavra - é um caldeirão de estilos de vida e culturas; uma mistura de raças inquieta e excitante.

Com o grande número de imigrantes de L.A. resultando em uma enorme diversividade onde vivem pessoas oriundas de 140 países, falando aproximadamente 90 idiomas diferentes, incrementa-se o setor gastronômico da cidade. E essa combinação de estilos é extensiva à vida noturna e às opções culturais. São mais de dois mil museus, galerias de arte, teatros e amplos espaços para shows musicais, um diferencial que atende especialmente a apreciadores da arte.

Em Hollywood, cidade celebrizada pela indústria do cinema, as chances de se ver algum rosto conhecido das telonas são bem mais nas ruas arborizadas e mansões nababescas de Bervely Hills, a poucas quadras dali.

Beverly Hills é uma cidade independente de L.A. que desde o início dos anos 20 é o endereço preferido da indústria cinematográfica. O lugar dos ricos e de suas mansões localizadas, em sua maioria, na Sunset Boulevard. Na visita a essa cidade não pode faltar um passeio em Rodeo Drive, uma rua que abriga as lojas mais exclusivas dos EUA, lojas de estilistas internacionais, galerias de arte, museus e restaurantes.

As praias de Manhattan Beach, ao sul, e Malibu, ao norte, são as mais badaladas e popular. Já Hermosa Beach é uma praia freqüentada por famílias, indicada para quem gosta de esportes à beira-mar.

O clima festivo de Venice Beach nunca deixou de existir. No início do século passado a cidade foi projetada para ser uma espécie de Veneza americana, com canais substituindo ruas, pontes conectando avenidas e etc. Hoje quase todos os canais foram aterrados.

No calçadão, nos finais de semana, homens e mulheres passam em bicicletas, patins, skates, enquanto uma multidão de artistas de rua entretém as pessoas. A Venice Beach é segura para caminhar de dia, mas é melhor evitá-la de noite.

A atmosfera em Santa Monica é tipicamente californiana, com lojas charmosas, bons restaurantes e pessoas de todas as idades andam de patins, bicicleta, surfam, tomam sol, caminham e aproveitam a boa vida. A localização de Santa Monica garante um clima ameno, com sol praticamente todos os dias do ano. Um cenário de palmeiras, praias e montanhas muito populares nos filmes.

Ela é facilmente reconhecível pelo seu famoso píer com uma montanha russa em cima - aquele que sempre aparece nos filmes ambientados na Cidade dos Anjos.

Na praia de Santa Monica, há um pier que é uma unanimidade entre moradores e turistas. Têm várias atrações típicas de cidade de praia, como pipoca, algodão doce, carrinhos bate-bate e uma galeria com brinquedos.

O visitante não pode passar por Santa Monica sem conferir a Third Street Promenade, que transformou-se em um dos lugares da moda em L.A. Um imenso calçadão de três quadras, oferece várias lojas, livrarias, bares, restaurantes e cafés, sendo muito procurado à noite, quando artistas fazem diversas apresentações de música, dança e teatro ao ar livre.

São Francisco

São Francisco é uma cidade jovem, apesar da aparência de velha emprestado pelas milhares de casinhas vitorianas que recobrem suas colinas. Ousada e sempre pronta a experimentar, suas ruas já balançaram ao som de acordes psicodélicos das guitarras hippies, no verão do amor de 1967, e foram enfeitadas com bandeiras coloridas, para apoiar o movimento pelo orgulho gay, nas décadas de 70 e 80.

Na ensolarada Califórnia, São Francisco, ou "Frisco", como a denominam seus habitantes, é uma das cidades mais animadas dos Estados Unidos: caleidoscópio de vibrantes atrações, famosa por suas ladeiras e por seus bondes, com grande diversidade cultural, vibrante, interessantíssima e cosmopolita, oferece milhares de possibilidades ao viajante.

Ir a São Francisco e não passear de cable car, os charmosos bondinhos que percorrem os principais pontos turísticos da cidade, é mais ou menos como visitar o Rio e não subir até o Cristo Redentor. O bondinho é todo aberto. Seu design ainda é o mesmo de quando começaram a operar os primeiros cable cars, no fim do século passado. Na época, eles eram um dos principais meios de transporte da cidade. Havia mais de 600 deles operando mais de 21 rotas. Com o terremoto de 1906, esse sistema de transporte foi destruído. Chegou a haver uma tentativa de eliminar os bondinhos, mas um movimento popular preservou-os. Desde 1982, restaurados pela prefeitura, os cable cars voltaram a funcionar, agora com forte apelo turístico. O bilhete custa US$ 2 e o passeio completo demora cerca de uma hora.

Na Ilha de Alcatraz, em seus tempos áureos a estadia do mafioso Al Capone, bem no meio da Baía de São Francisco. A cadeia hoje desativada já foi tema de vários filmes de Hollywood. A ilha já foi uma importante base militar americana antes de ser uma cadeia. Hoje, Alcatraz é um museu visitado por 1,2 milhão de pessoas por ano, interessadas em descobrir os mistérios que rondam a ilha e também em desfrutar uma das mais belas vistas da baía e da cidade de São Francisco. Devido a alta procura, é melhor reservar a visita à ilha com pelo menos duas semanas de antecedência, principalmente no verão. De Fisherman's Wharf partem vários barcos para o museu. O passeio custa US$ 15 e inclui visita às celas de prisioneiros e caminhadas pela ilha. O tour é narrado por ex-presidiários e guardas e dura cerca de uma hora.

Parques Nacionais:

Death Valley
O terceiro maior parque da Califórnia, no Deserto de Mojave, é um dos lugares mais inóspitos do mundo, com temperaturas de até 50 graus no verão. Mas vale a pena ir até lá, nem que seja só para ver o sol poente tingir as montanhas do deserto de vermelho-fogo.

Yosemite
O parque, a três horas de São Francisco e de fácil acesso de carro, presenteia qualquer um com vistas magníficas e as paisagens mais bonitas da Califórnia. Com lagos e paredões de granito como El Capitán, um paredão de pedra com um quilômetro de altura, que por sua vez fica ao lado de uma cachoeira de 200 metros. Yosemite tem muitos caminhos e trilhas para os amantes de ecoturismo.

Em Yosemite tem também uma floresta de sequóias, gigantescas árvores que chegam a 80 metros de altura por 11 metros de diâmetro, tão altas quanto um prédio de 25 andares. Existe um parque totalmente dedicados a esses colossos, o Giant Sequóia National Park, a 300 quilômetros dali.

 
Curiosidades

• A Califórnia já pertenceu à Espanha e ao México. Eles a chamavam de El Dorado, pois havia muito ouro ali.

• Em 1845 o México proibiu a imigração de colonos americanos, mas não adiantou nada.

• Em 1849, pessoas de todo o mundo viajaram para lá à procura de ouro.

• Após libertar-se do México, foi durante algum tempo um país independente chamado Califórnia Republic.

• Um dos mais ricos estados americanos, se a Califórnia fosse um país independente ocuparia o sétimo lugar no ranking mundial, à frente do Brasil e da China.

• A Califórnia foi o primeiro lugar do mundo a ter um parque nacional. A lei que protege Yosemite é de 1864.

Reportagem : Wagner Vieira

Voltar