Compare Produtos, Lojas e Preços
Dicas de Viagem

Campos do Jordão - SP - Mai/01

Voltar

 
Se em seus primeiros anos Campos do Jordão se destacou pelo fato de ser uma cidade com clima ideal para a cura de doenças pulmonares, com o passar do tempo acabou se transformando em uma verdadeira estância turística. 

Com a fama obtida pelo local, a partir dos anos 30 um grande número de empresários e personalidades do mundo social passou a visitar a cidade para desfrutar de seus ares. Gostaram do que viram e construíram casas de veraneio na região, modificando-lhe o perfil. 

A indústria hoteleira percebeu o potencial da cidade e, nos anos 40, começou a erguer hotéis exclusivos para turistas, como o Toriba, o Rancho Alegre e o Vila Inglesa. Como garantia de que nenhum hóspede seria contagiado, exigia-se de todos atestado de saúde. Nessa época, o zoneamento da região havia sido mudado e as pensões não podiam mais receber enfermos, obrigando-os a ficar apenas em hospitais. A instalação de um cassino, em 1945, serviu para aumentar ainda mais o fluxo de turistas. Em 1978, Campos do Jordão tornou-se, oficialmente, estância turística.

Para muitos, Campos do Jordão (SP) é sinônimo de inverno. Não é para menos: lá acontece um dos principais eventos de música erudita do País, o Festival de Inverno de Campos do Jordão, e, no meio do ano, a região é tomada por paulistanos que sobem a serra à procura de frio e chocolate quente. Mas esqueça essa imagem. Ao menos até março. Pois é no verão que a região se torna um cenário agradável para a prática de esportes de ação, como canyonning, rafting e rappel, e principalmente de atividades ideais para quem gosta de tranqüilidade, como caminhadas e cavalgadas. 

A realização de festivais faz parte da vida cultural de Campos do Jordão. E não se trata apenas do Festival de Inverno, tradicional evento que, em junho e julho, reúne algumas das principais orquestras sinfônicas do Brasil e do exterior. Eles começam no início do ano, pouco antes do carnaval, quando a cidade realiza o Festival de Músicas Carnavalescas. Na ocasião, blocos da cidade apresentam seus sambas-enredo ao júri e a festa termina com um desfile de fantasias. Em agosto, por exemplo, acontecem os festivais capazes de agradar aos mais variados gostos: há o Festival do Folclore, o da Dança e o dos Doces. Em setembro, os amantes do fondue se deliciam com o Festival do Fondue, que em 1998 chegou à sua terceira edição. Um dos últimos festivais do ano acontece em novembro: é o Festival da Viola, com a apresentação de violeiros de vários cantos do país. Campos do Jordão é a cidade dos festivais.



Compare Produtos, Lojas e Preços





 



A realização de festivais faz parte da vida cultural de Campos do Jordão. E não se trata apenas do Festival de Inverno, tradicional evento que, em junho e julho, reúne algumas das principais orquestras sinfônicas do Brasil e do exterior. Eles começam no início do ano, pouco antes do carnaval, quando a cidade realiza o Festival de Músicas Carnavalescas. Na ocasião, blocos da cidade apresentam seus sambas-enredo ao júri e a festa termina com um desfile de fantasias. Em agosto, por exemplo, acontecem os festivais capazes de agradar aos mais variados gostos: há o Festival do Folclore, o da Dança e o dos Doces. Em setembro, os amantes do fondue se deliciam com o Festival do Fondue, que em 1998 chegou à sua terceira edição. Um dos últimos festivais do ano acontece em novembro: é o Festival da Viola, com a apresentação de violeiros de vários cantos do país. Campos do Jordão é a cidade dos festivais.

Por esta diversidades de atrativos e características , ao longo dos anos a cidade se caracteriza por ganhar “títulos “na ânsia de propagar suas qualidades :

  • A Suíca Brasileira;

  • A Cidade dos Festivais;

  • O Melhor Clima do Mundo;

  • Campos do Jordão, onde é sempre estação;

  • Campos do Jordão, a montanha magnífica;

  • Campos do Jordão, 1700 metros acima das preocupações;

  • Campos do Jordão, um pedaço de céu na Terra;

  • Campos do Jordão, mais perto do céu;

  • Campos do Jordão, o paraíso do frio tropical;

  • Etc...etc....

No inverno, a temperatura freqüentemente cai a alguns graus abaixo de zero, registrando uma temperatura média anual de 13 graus centígrados e a temperatura mais baixa de 4 graus negativos, seus hotéis pousadas e chalés ficam lotados neste período.

Passeios :

Horto Florestal - Com seus mais de 8 mil hectares, o Horto Florestal (ou Parque Estadual) reserva trilhas imperdíveis, entre piscinas naturais e cachoeiras - com sorte, é possível ver bugios, onças pardas, esquilos, cotias, quatis, muriquis e papagaios-de-peito-roxo. Para entrar, paga-se R$ 3 por pessoa e mais R$ 4 por veículo. 

Pedra do Baú - Uma das maiores atrações locais, a Pedra do Baú não fica exatamente em Campos do Jordão, mas no município de São Bento do Sapucaí. São quase 340 metros de altura, que exigem muita força nas pernas e um grande fôlego. Feita de granito, mede ainda 540 metros de comprimento por 40 de largura. 

O Comércio  é movimentadíssimo, além de sua famosa malharia - conhecida no mundo todo -, o seu chocolate caseiro, seus doces e compotas, até mesmo as resinas de seus vastos e magestosos pinheirais são industrializadas e suas águas minerais, captadas através dos mais elevados padrões de técnica e higiene, correm das fontes mais puras do planeta.

Como chegar - Siga pelas rodovias Ayrton Senna e Carvalho Pinto até o km 130, onde começa a Estrada Floriano Rodrigues Pinheiro (SP-123).

Reportagem : Renato Duarte

Mais Fotos:
- Foto 1 - Foto 2 - Foto 3 - Foto 4

Voltar