Lago Titicaca – Peru/Bolívia - Jun/04

Voltar

Localizado entre o Peru e a Bolívia, é o lago navegável mais alto do mundo, está a 3.809 metros sobre o nível do mar, com uma superfície de 8.560 Km2, tendo um comprimento de 194 Km e uma largura média de 65 Km, na Cordilheira dos Andes. Nas áreas onde a profundidade ultrapassa os 25 m, as águas têm um cor azulada e nas menos profundas a cor é esverdeada, dada pelas plantas aquáticas. O lago tem sofrido com o desenvolvimento, o crescimento das cidades em suas margens tem trazido sujeira e poluição ...

A fauna encontrada no lago é muito rica, habitam o lago muitas variedades de peixes - inclusive trutas que foram introduzidas no lago e acabaram se adaptando muito bem, sendo hoje o prato principal dos restaurantes da região. Muitas aves também habitam o lago, entre estas patos e gansos selvagens.
Segundo a lenda, o lago foi o berço da civilização Inca e um passeio pelas suas águas nos remete ao tempo em que toda a América Andina era dominada por esta magnífica civilização.

A cidade de Puno no Peru fica localizada as margens do lago e é a porta de acesso para quem pretende visitá-lo. É conhecida por Capital Folclórica das Américas, com festivais anuais acontecendo em todas as suas pequenas aldeias.

A cidade foi sede de uma das culturas mais importantes da época pré-inca, a cultura Tiahuanaco, cujos restos arqueológicos, encontrados em seus museus e sítios arqueológicos, causam grande admiração nos visitantes. Segundo a lenda, o primeiro Inca, Manco Cápac e sua esposa Mama Ocllo emergiram do Lago Titicaca por ordem de seu pai o Deus do Sol para fundar o Império de Tawantisuyo, que se estendia por todos os Andes.

Além da sua representação econômica e de suas funções simbólicas, visitá-lo será sempre uma experiência única entre o céu e água, azul e verde, sol e terra, numa altitude de 3800 metros.

Foram os sacerdotes espanhóis que no afã de catequizar a população indígena, construíram as belas igrejas, que através da imaginação e destreza dos artesões de Puno, acabaram ficando com características únicas, representando o estilo mestiço, que é uma mistura da arte Inca com a dos espanhóis.

Reserva Nacional do TIticaca

A reserva Nacional do Titicaca: foi criada em 1978 protegendo ao redor de 37 mil hectares. A reserva é compartilhada em dois setores: Ramis, nos municípios de Huancané e Ramis; e Puno, no município do mesmo nome.

A área abriga dúzias de espécies nativas de pássaros (mais que 60 entre residentes e migratórios), peixes (4 famílias diferentes) e anfíbios (18 espécies originarias); também, três ilhas existem: Huaca Huacani, Toranipata e Santa María.

Reportagem : Marcelo Russo

Voltar