Arvore de Natal da Bradesco Seguros - Rio de Janeiro - Dez/03

Voltar

Árvore de Natal da Bradesco Seguros: oitenta e dois metros de luz e simbolismo

A Árvore de Natal da Bradesco Seguros, que desde 1996 enfeita a Lagoa Rodrigo de Freitas, no Rio de Janeiro, chega à oitava edição com 82 metros de altura, equivalentes a um edifício de 27 andares. A primeira novidade é o aumento do número de flutuadores, de oito para onze. Com isso, a área da base da Árvore de Natal ficou 120 metros quadrados maior, chegando ao total de 700 metros quadrados, medindo 27m x 25,8m. Este aumento permite melhor angulação dos refletores que formam a dança de luzes. Os flutuadores medem 12m X 2,4m e pesam 18 toneladas, em média. Com o aumento da base, muda também o peso da Árvore, que passa de 350 para 410 toneladas.

A edição de 2003 ganhou ainda mais um gerador. Com 250 KVA de potência, o novo gerador aumentará em 30% a capacidade de geração de energia em relação ao ano passado. Somente esse aumento é suficiente para suprir o consumo de 23 apartamentos de dois quartos. No total, a energia produzida na Árvore de Natal da Bradesco Seguros poderia alimentar cerca de 150 apartamentos de dois quartos.

Decoração e Luzes - Este ano, a Árvore que é considerada o maior enfeite de Natal flutuante do mundo, está enfeitada com anjos, estrelas e notas musicais. Para dar forma à cenografia preparada para 2003 são utilizadas 2,8 milhões de microlâmpadas e 26 mil metros de mangueiras luminosas - mil metros a mais que na edição anterior. Os oito moving lights que fizeram tanto sucesso no ano passado, voltam este ano com uma coreografia de luzes ainda mais especial.

 

Inauguração - A inauguração da Árvore de Natal da Bradesco Seguros aconteceu no dia 29 de novembro, às 20h30, com um grande show com a participação de Milton Nascimento e Wagner Tiso, responsável pelos arranjos preparados especialmente para este evento. Também se apresentaram o guitarrista Victor Biglione e as Meninas Cantoras de Petrópolis. O espetáculo aconteceu em um palco montado em frente ao Corte do Cantagalo, com entrada franca. O ator Edson Celulari foi o mestre-de-cerimônias da noite.

Depois do concerto de inauguração, a Árvore de Natal flutuante foi rebocada até o centro da Lagoa Rodrigo de Freitas. Como nos dois últimos anos, a Bradesco Seguros atenderá aos pedidos dos moradores do bairro e a Árvore será itinerante, sendo ancorada em mais dois pontos: Curva do Calombo e Parque dos Patins. A Árvore de Natal da Bradesco Seguros ficará montada até o dia 06 de janeiro, Dia de Reis.

Projeto Natal Bradesco Seguros - A construção da Árvore de Natal da Bradesco Seguros leva cerca de três meses para ser concluída, tendo início com a montagem da base de operações, em setembro. Desde o início do projeto, incluindo desenho, construção, manutenção, desmontagem e o corpo artístico do show de inauguração, cerca de 1.300 profissionais estão envolvidos no trabalho.

O Natal Bradesco Seguros é um projeto cultural que já virou tradição nas festas de fim de ano, atraindo milhares de pessoas de todos os cantos do país e do exterior para admirar todo o brilho e beleza deste grande enfeite flutuante. A Bradesco Seguros investe R$ 2 milhões neste projeto.

No calendário oficial da Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro, a Árvore de Natal da Bradesco Seguros é reconhecida como o terceiro maior evento, atrás apenas do Carnaval e do Réveillon. A Prefeitura é parceira da Bradesco Seguros neste Projeto.

LOCAL: Lagoa Rodrigo de Freitas, Rio de Janeiro.

Destaques:
- Altura da Árvore = 82 metros
- Peso = 410 toneladas
- Lâmpadas = 2,8 milhões de microlâmpadas
- Efeitos = 26.000 m de mangueiras luminosas para realizar efeitos de anjos, estrelas e notas musicais.
- Refletores = 1.800 refletores tipo farol de neblina na base
- 8 moving lights, cada um com 7 mil watts, posicionados na base da Árvore, iluminando a estrutura, o céu e o espelho d'água da Lagoa.
- Número de pessoas envolvidas = Cerca de 1.300 pessoas, em todas as etapas (montagem, manutenção, show de inauguração e desmontagem). Entre elas, produtores, engenheiros, técnicos, artistas, etc.

Reportagem: Débora Hosken

Voltar