Bento Gonçalves – RS - Out/04

Voltar

A 125 Km de Porto Alegre, entre vales e montanhas da Serra Gaúcha, a cidade de Bento Gonçalves guarda em suas raízes as tradições e costumes legados pelos imigrantes italianos. Com uma paisagem tipicamente européia, é hoje um dos maiores centros econômicos e industriais do sul do país. O município ostenta o título de Capital Brasileira do Vinho e é um dos principais pólos moveleiros do Brasil, além de destacar-se também nos setores metalúrgico, plástico e alimentício. A cidade conta com total infra-estrutura e um moderno complexo de recepções e informações turísticas, para que seus visitantes possam desfrutar das belezas, música, gastronomia e da hospitalidade desse povo.

Essa charmosa cidade foi habitada inicialmente por indígenas e até 1870 chamava-se Cruzinha. Situada na região de vinhedos, apresenta como principal atração o Parque da Fenavinho, onde acontecem feiras, exposições e eventos esportivos e culturais.

A economia da cidade baseia-se no binômio “móvel-vinho” - um forte indício, para os visitantes, de boas degustações e excelentes compras. Os artefatos de couro e borracha e as artes gráficas também marcam presença nas diversas lojinhas que enfeitam as charmosas ruas de Bento Gonçalves.
Uma das mais belas cidades da serra gaúcha, situada entre lindos vales, cobertos de parreirais, habitada por um povo hospitaleiro, que sabe manter unidos tradição e progresso.

Bento Gonçalves oferece cantinas de vinhos rudimentares, adegas de vinhos familiares e vinícolas de grande porte, além da arquitetura centenária, vegetação de plátanos, araucárias e belos parreirais.
O município tem cerca de 100 mil habitantes e possui toda a infra-estrutura necessária para que os visitantes possam desfrutar do trabalho, gastronomia, lazer, costumes e tradições com muita hospitalidade.

Destaques :

Caminhos de Pedra - Um dos primeiros núcleos da imigração italiana no Estado e uma das maiores atrações turísticas de toda a região. As construções de pedra retratam com fidelidade a história de mais de um século da imigração. Em muitas dessas casas antigas ainda se encontram descendentes diretos dos imigrantes. São "noninhos" de 70, 80 e até 90 anos de idade, que tropeçam no português para contar a história dos antepassados. Moinho, cantinha colonial, ferraria, casa de massas caseiras e teares. Casas de pedra centenárias, espaçosos porões, casas de madeira de até tres pisos, além de capelas e capitéis.
Ponte do Rio das Antas - Situada no Vale do Rio das Antas, entre Bento Gonçalves e Veranópolis, num local de belíssima paisagem. É a maior do mundo em arcos paralelos. No local, encontram-se lancherias, tendas de produtos coloniais e artesanato.

Rafting - Para quem gosta de aventuras, desça emocionantes 12 Km do melhor do Rio das Antas, numa viagem com cerca de 2 horas de duração, em um barco de tecnologia mundial próprio para esse esporte.
Museu Histórico Casa do Imigrante- O prédio foi tombado pelo Patrimônio Histórico Nacional, restaurado e reinaugurado em 1988. Conta hoje com sala de vídeo, sala de exposição temporária e mantém um acervo de mais de 1300 peças e 3.000 fotos sobre a imigração italiana.
Igreja São Bento - Sua forma arquitetônica é em formato de pipa, podendo abrigar até 1.500 pessoas. A igreja mede 13,50m de altura e 22,50 de largura.

Via del Vino - Localizado no centro da cidade, em frente à Prefeitura Municipal, prédio construído no final do século passado, são comercializados produtos coloniais, artesanato e café colonial , exibe um chafariz jorrando águas na cor do vinho.

Vale dos vinhedos - Situado num vale mágico entre as divisas de Bento Gonçalves, Garibaldi e Monte Belo do Sul. O vale possui 81,123 Km2, tem a forma de um triângulo isósceles e abrange áreas de três municípios, sendo que a maior parte do Vale dos Vinhedos está em Bento Gonçalves.
A integração dos produtores locais fez do roteiro um referencial em seis anos. A visitação turística anual chega a 60 mil pessoas e só tende a crescer.
Privilegiada pelo clima temperado, de invernos rigorosos e excepcionais períodos de sol no verão, o Vale dos vinhedos transformou-se, com o trabalho e dedicação de seus colonizadores, em uma das melhores regiões produtoras de vinho do Brasil.
Quem visita essa simpática região sente que os costumes e as tradições italianas continuam enraizados, passados de geração a geração, com famílias inteiras trabalhando em suas pequenas cantinas na elaboração de vinhos da mais alta qualidade.
A excelência dos vinhos que levam a marca Vale dos Vinhedos é reconhecida mundialmente. As técnicas empregadas na produção, o clima e a nobreza das castas garantem um produto de excelente qualidade, que já conquistou importantes prêmios nacionais e internacionais, principalmente em países da Europa.

Outros Links para Matérias no Rio Grande do Sul:
-
Gramado e Canela
- Passeio de Maria Fumaça
- Festival de Balonismo em Torres
- Festa Nacional do Pinhão - Lages

Reportagem: Wagner Vieira