Se você fosse investir no segmento de turismo, qual o ramo que você apostaria ? Abr/01

Voltar

Opções Votos %
Hospedagem (hotéis, pousadas...) 544 49,46
Serviços (agência de turismo, suvenirs.) 242 21,61
Alimentação (restaurantes, bares...) 154 13,75
Outros 116 10,36
Transporte (ônibus, buggy...) 54 4,82

A Revista Turismo realizou no mês de março de 2001 a seguinte pesquisa para seus visitantes "Se você fosse investir no turismo, qual ramo você apostaria?". Durante todo o mês a enquete esteve disponível no site e 1110 pessoas responderam à pergunta através de 5 opções: hospedagem, serviços, alimentação, transporte e outros.

O setor de hospedagem ganhou  com 19,46% da preferência. No início da pesquisa este setor teve uma disparada de votos, mas no decorrer do mês as outras opções foram tendo melhores resultados. 

Realmente a hospedagem em lugares turísticos é um negócio rentável pois na alta temporada a procura por hotéis, pousadas e lugares para permanecer durante as férias ou em feriados prolongados é grande. Com uma demanda maior que sa oferta, os donos de hotéis e pousadas podem estabelecer altos preços.

Muitas pessoas também sonham em um dia ir a algum lugar paradisíaco, construir uma casa e viver de rendas de aluguel ou montar albergues da juventude. Mas não é tão simples assim.

Além de um investimento inicial na construção de quartos, serviços de lazer, alimentação e bem estar do hospede deve-se trabalhar na promoção e divulgação da pousada em guias da região e em revistas. O custo de manutenção do local também é um problema pois além dos impostos do local, deve-se preocupar o estado de conservação e limpeza.

Investidores estão investindo na construção de hotéis em regiões turísticas pois eles sabem que se bem implementados, oferecer bons serviços e não tiver um preço muito excessivo, terão retorno.

Construção de pousadas ou chalés em regiões onde não há grande fluxo de turistas também pode ser vantajoso como em praias muito afastadas ou em algumas cidades do interior devido a baixa concorrência.

O setor de serviços conseguiu atingir a 2º colocação obtendo 21,61% da preferência das pessoas que acessam o site. Muitas pessoas preferem utilizar os serviços de agências de turismo para programarem suas férias com mais comodidade e utilizar pacotes turístico onde todo o roteiro da viagem está programado do que arcar com  este trabalho.de procurar todos estes serviços.

A área de vendas também é muito promissor. O brasileiro, devido ao enorme desemprego que apresenta, acaba tendo que procurar outros tipos de ocupação como investir em um negócio proóprio caso haja capital. É a partir dai que o setor de serviços acabou aumentando em muito no Brasil e especialmente na área de vendas.

Dentro desta área há muito o que se explorar seja em lojas como de roupas em que podem estar sendo situadas em conjuntos comerciais como shoppings, lugares com vendas de suvenirs como camisetas, chaveiros e artigos da região. Há também feiras livres onde podem estar sendo comercializado diversos tipos de mercadorias. outros 

A área de alimentação atingiu a terceira colocação na votação atraindo a atenção de 13,75% dos visitantes do site. Esta área inclui restaurantes, bares, quiosques, etc.

O crescimento destes serviços é proporcional ao crescimento de turistas no local e este crecimento vem do aumento de hoteis e pousadas. Ou seja, quanto mais lugares para as pessoas estarem se hospedando mais mercado para restaurantes e bares haverá para ser explorado.

Tem certos estabelecimentos que devido a excelente qualidade tanto nos serviços quanto na localização acabam sendo ponte de encontro das pessoas e cada vez mais atraindo novos consumidores. 

A área de transportes não chamou a atenção das pessoas que votaram na enquete pois obteve apenas 4,82% da preferencia e até a opção "outros" alcançou melhor posição que ela. Transporte inclui ônibus de viagens, serviços de transporte de turistas para regiões de difícil acesso, balças, aluguel de carros, passeio de bug, etc.

São tipos de serviços que dependendo da região são extremamente necessários. Este setor já tem grandes empresas atuando que são ligados à agências de viagens o que pode ter inibido a escolha dos internautas por investir neste tipo de serviço.

O investimento inicial teria que ser alto, com a compra de automóveis e ônibus. A partir dai teria que, no caso de uma empresa de ônibus de viagens entrar em contato com agências e hotéis. Esta área foi a menos votada obtendo a 5º colocação. A quarta posição foi ocupada pelo ítem "outros" que obteve 10,36% da preferência do público.

Tentamos colocar opções que abrangesse todos os setores do turismo, mas parece que faltaram outras opções. Com o grande número de votos em "outros" percebemos a habilidade do brasileiro de encontrar novas oportunidades inexploradas do mercado.

Mas deve-se ter cuidado. 80% dos negócios abertos no Brasil entram em falência no primeiro ano. Antes de qualquer investimento deve-se ter capital, um bom plano de negócios onde teria previsões de lucros e trabalho duro.

A Revista Turismo deseja aos futuros investidores no ramo turístico uma boa sorte em seus negócios.

Reportagem: Ulisses Nunes Sodré

Voltar